Como escolher um alarme residencial 

Alarme Residencial com segurança
Alarme Residencial pelo celular
SMSolution

Cada dia mais pessoas procuram instalar sistemas de alarme, câmeras, interfones e cercas elétricas em suas residencias, comércios e industrias.

O mercado de segurança eletrônica é um mercado em pleno crescimento a expectativa da associação das empresas do setor  ABESE, é de um crescimento de 12% em 2020. Somente no Brasil o mercado faturou cerca de R$7,17 bilhões em 2019.

No mercado há inúmeras soluções de diversos fabricantes nacionais ou importados de outro exterior e então surgi a dúvida, como escolher o melhor equipamento e a melhor empresa para instalar e monitorar todo esse sistema?

Confira algumas dicas fundamentais para escolher um sistema de alarme para seu imóvel 

1) Procure por empresas especializadas e que possuam assistências e instaladores credenciados. Lembre-se que irá instalar um sistema de segurança em seu imóvel o que exige profissionalismo e credibilidade. Antes de adquirir um sistema de alarme pesquise na internet (google, facebook, reclame aqui e outras mídias) as avaliações dos outros consumidores do produto e ou empresa que pretende contratar.

2) Existem inúmeros tipos de sensores e serviços de monitoramento no mercado, há sensores para cada tipo ambiente (interno, externo), sensores  para porta e janela, sensor de movimento, sensor de muro, sensor de vibração e muitos outros. Consulte o especialista da empresa escolhida, forneça informações dos hábitos dos frequentadores do imóvel, da vizinhança e conheça os pacotes ofertados de serviços para definir a melhor solução para seu imóvel. 

3) Procure sistemas e soluções que não necessitem ou que tenha a menor intervenção física possível, ou seja, os sistemas mais atuais sem fio, que facilitam a instalação e agilizam na implantação do sistema. Mas cuidado  a equipamentos sendo comercializados no mercado que não atendem as recomendações técnicas da Anatel para transmissão sem fio e alguns equipamentos importados não estão devidamente preparados para o cenário brasileiro e acabam sofrente variações devido a rede elétrica e outras transmissões sem fio.  IMPORTANTE: Os sistemas com fio não deixam nada a desejar, muito pelo contrario em alguns casos há soluções apenas com fio, mas se poder evitar é bom para fugir das obras e dificuldades com cabeamento.

4) Procure por sistemas que possuam mobilidade e facilidade de uso, sistemas onde todos da residência ou imóvel possam utilizar e colaborar para que o sistema seja mais eficiente. 

5) Muitos sistemas permitem que você monitore do seu próprio Smartphone o alarme, mas cuidado, lembre-se que em alguns momentos você pode ficar sem bateria, estar em viagem onde não há sinal, estar em algum compromisso ou distraído naquele churrasco ou praia e não perceber o alerta de seu sistema, por isso é sempre recomendado que se tenha um monitoramento 24h.

6) Não se deixe enganar por propagandas enganosas, câmera não é coisa do passado, um bom sistema de alarme integra eventos de alarmes e câmeras para fornecer informações precisas do disparo e acompanhamento online da movimentação do local.

 

 

 

 

Compartilhe nas redes sociais